Foco na solução ou busca do culpado?

Diante da desorganização, do caos e da angústia que uma crise causa, uma resposta típica dos protagonistas é a busca do culpado. É comum que as pessoas queiram encontrar o responsável pelo problema que surgiu, que queiram puni-lo e fazê-lo pagar pelo dano. Perguntas típicas desta atitude  ocorrem neste momento de enfrentamento da pandemia COVID19 buscando identificar quem provocou o mal, de onde veio o vírus, quem descuidou e deixou que ele entrasse no país, quem está se metendo onde não deve, quem está sendo pouco humilde, quem é que deve pagar pelos danos, quem deve indenizar a quem, etc. Buscar o culpado dá às pessoas nesta hora a sensação de que a justiça está sendo feita, que uma vez punido o responsável, o mal desaparecerá. Buscar o culpado é buscar concomitantemente nomear quem irá indenizar a quem pelo dano sofrido e eximir-se simultaneamente de qualquer responsabilidade pelo ocorrido.

Sistemicamente entendemos que no lugar de apontar para o culpado, que frequentemente faz parte de um contexto mais amplo e está respondendo a fatores complexos, é preciso buscar as FORMAS DE RESOLVER o problema. Quando o sistema foca na solução, mobiliza suas forças em prol de uma mudança necessária para ele funcionar novamente de modo saudável. Sair da busca do culpado libera a energia do sistema para enfrentar de maneira criativa os problemas causados pela crise. Buscar soluções ao invés de acusar, construir caminhos alternativos e cooperar são os caminhos mais saudáveis para trilhar e enfrentar a crise. 




CONTATO

Intercef

INSTITUTO DE TERAPIA E CENTRO DE ESTUDOS DA FAMÍLIA

Telefone:

(41) 3338.8855 - (41) 99861.4873 Whatsapp

E-mail:
intercef@intercef.com.br

Endereço:

Rua Tapajós, 577. Bairro São Francisco.

Curitiba - PR

© 2019 Intercef. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por comd.com