Adolescência e conflitos, como lidar?

Atualizado: Jan 3

O relacionamento com os pais na adolescência se transforma, pois surgem diferenças de pontos de vista. Apesar dos conflitos, o relacionamento com eles é muito importante.


Se não dá para evitar os conflitos, como lidar com eles?


Não há muitas receitas, mas uma coisa é certa: fechar-se ao diálogo não leva a lugar nenhum. Conversar é fundamental e ouvir também é. Conversar permite que nós cheguemos ao outro. Ouvir permite que ele chegue até nós. Quando conversamos sobre nossas ideias e modos de pensar, mostramos quem somos e o que queremos da vida. Se ouvimos, conhecemos o outro e chegamos mais perto dele. Mas o melhor de tudo? É quando somos ouvidos!!! Aí sim sabemos que o outro nos respeita e se interessa por nós.


Se você acha que seus pais não conversam com você e ao invés disto fazem monólogo, proponha a eles uma conversa diferente: cada um expõe seus pontos de vista sem tentar mudar o outro, apenas para dar-se a conhecer. Proponha que cada um ouça o outro sem julgar, e que ambos exercitem a escuta.


Discordar não é ofender


Se você e seus filhos exercitarem a liberdade de ter pontos de vista próprios e respeitarem a diversidade de opiniões, terão um convívio livre de imposições. Cada um saberá respeitar o que o outro pensa e não precisará julgar nem ser julgado por ninguém. Poderá ser ouvido e a partir daí discutir e negociar limites e regras.


A adolescência é um momento muito valioso da vida. Ela é cheia de mudanças, e ao mesmo tempo, é uma grande oportunidade para o adolescente aprender a conviver e a escolher. Ajude seu filho a viver bem este período e oriente-o, sem fazer as escolhas por ele.


Rosana Ferrari

#SOSpais #adolescenciasemdrama

CONTATO

© 2019 Intercef. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por comd.com